sábado, 8 de dezembro de 2012

Capítulo 22 + aviso (leiam)



Pov Luana.
Era quinta feira eu tinha acabado de chegar da escola minha mãe fazia o almoço, eu estava deitada na minha cama olhado o teto e ouvindo uma musica a musica  simplesmente perfeita.
Mãe : Querida será que podemos conversar?  - pediu minha mãe entrando no meu quarto.
Eu : Claro o que é? - perguntei me ajeitando na cama já estava com um mal precentimento .
Mãe : Bom eu recebi uma ligação .. eu vou ter que viajar pra Inglaterra. - ela disse se sentando na cama, minha mãe é corretora de imóveis por isso ela viajava pros lugares muitas casas eram vendidas pra fora da nossa cidade e minha mãe é a melhor corretora.
Eu : Ok, eu vou ficar bem esse final de semana sozinha mãe não se preocupe e também tem  o ... . -ela nem me deixou terminar e já foi falando eita que mania
Mãe : Não querida eu quero saber se você quer ir comigo, já que vou pra Inglaterra eu queria saber se você quer ir, sabe pra ver seus amigos sei que sente falta deles . - ela disse sorrindo.
o telefone da minha mãe tocou e ela foi atender
A idéia de ver eles me fez ficar mais feliz, mais uma coisa atormentava na minha cabeça  eu queria ver ele, mesmo que ele não quisesse me ver eu o veria e pediria desculpas de novo mas o unico problema é que eu estou com o Zac .. pois é , quando eu voltei eu liguei pra ele pra nós sairmos e assim foi .. no final nós ficamos juntos , Zac é um ano mais velho que eu mas ele é um doce , além de ser lindo .
Eu : Eu vou adorar mãe. - disse sorrindo pra ela. 
Mãe : filha ... nós vamos morar lá !
Eu : oque ? mãe ! ai já é demais ! eu tenho uma vida aqui além de ter o Zac
Mãe : eu sei minha filha mas não tem geito ! e o meu chefe disse que ele pagaria tudo , mas nessas primeiras semanas vamos ficar em um hotel que eu mesma vou arranjar 
Eu : tá .. ta bom mãe mas antes de ir eu quero falar com o Zac -disse- acho que vou dormir lá na casa dele
Mãe : tome cuidado .... ótimo então arrume suas coisas pra estarem prontas já por que  nós vamos amanhã. - ela disse se levantando e indo pra porta. - O almoço está pronto querida. - disse e saiu.
eu dei um pulo da cama e comecei a arrumar minhas coisas eu tinha que estar com o Zac o mais rapido possivel .
Depois de almoçar eu passei na casa do Zac e ele disse que estava indo na casa da avó então eu tive que ir também . Quando chegamos rolou toda aquela coisa de cumprimentar e depois nós ficamos um pouco a sós e eu ainda não estava pronta pra contar pra ele , nos sentamos lá fora
Zac : eu quero te pedir uma coisa
Eu : fala 
Zac : vai ter uma peça de fim de ano de lá do terceiro -eu afirmei , já que eu estudava no mesmo colégio que ele ficava mais facil de saber as coisas- eu queria saber se vc quer cantar comigo e .. ser meu par no baile -ele mostrou os convites
Eu : Zac .... não vai dar -abaixei a cabeça-
Zac : Por que não ?
Eu : E-Eu vou me mudar Zac .. eu vou pra inglaterra
Zac : mas .. mas por que ? -ele perguntou confuso- 
Eu : minha mãe .. ela recebeu o convite de morar lá
Zac : fala que não quer ir 
Eu : não é tão facil assim 
Zac : então voce quer ir ... quer rever aquele cara né ? - ele abaixou a cabeça-
Eu : ei .. -levantei a cabeça dele- eu não quero ir mas minha mãe esta me obrigando , e eu ainda te amo esquece o justin tá ?
Zac : então pede pra ela pra vir só pra apresentar e pra ensair  -ele falou- ai voce volta
Eu : zac .. quando mais demorada a partida pior .. é melhor eu ir de uma vez
Zac : pelo menos só tenta vim ?
Eu : quando é ?
Zac : hoje é sexta né ? -afirmei- então é sábado que vem 
Eu : tá eu vou tentar -sorri- e então voce sabe dançar ? 
Zac : um pouco -ele riu fraco-
Eu : vem -estendi a mão-
Zac : mas primeiro isso -ele me beijou-

Click for the most hilarious, relatable gifs.
nós dançavamos feito dois doidos apaixonados
Mas a bendita chuva resolveu aparecer , mas isso não atrapalhou o nosso momento 
Então paramos 
Eu : acho melhor agente entrar -sorri-
Zac : vamos -ele me puxou-
Tomamos um banho e eu peguei uma roupa que eu tinha trazido 
Zac : vem que eu quero lhe mostrar um lugar
Eu : ta bom -sorri-
Já tinha passado a chuva e nós estavamos indo em uma cazinha , ele me ajudou a subir e eu o esperei , ele se sentou e eu me sentei ao seu lado apoiando minha cabeça 
Zac : vou sentir sua falta
Eu : também 
Zac : se lembra quando eu te trouxe aqui .. pela primeira vez ?
Eu : -eu ri abafado- voce estava me ajudando com o musical de primavera 
Zac : ainda se lembra da letra ?
Eu : claro -sorri-
ouve um pequeno momento de silencio

Zac : eu te amo
Eu : não ... eu te amo mais -nos beijamos-
Zac : voce vai dormir aqui comigo né ?
Eu : sim -sorri- eu vou
Entramos e ele se trocou e eu fui no banheiro me trocar quando voltei ele estava na cama
Eu : oque é que meu principe tem ?
Zac : se lembra quando eu te dei aquele anel .. por que nós tinhamos completado duas semanas ? -pausa- e logo depois juramos que sempre ficaríamos juntos e íamos ter filhos e nos casar -ele riu fraco- parece que voce não esta cumprindo a promessa -ele disse ainda olhando para o teto-
Eu : Zac .. por favor não faz isso -eu segurei pra não chorar- eu te amo poxa e esta sendo muito dificil pra mim também .. por que vc não para de pensar no que pode acontecer depois e pensa no agora ? vamos aproveitar pra ficar juntos .. 
Ele pulou da cama e me puxou .. ele me beijou e eu senti que ele ficaria triste com a minha partida mas também ele faria de tudo pra me ver . Eu amo tanto ele ..
[...]
Sexta feira Inglaterra.
Eu estava tomando banho no quarto de hotel que minha mãe fez reserva pra nós duas, me enxugando eu enrolei a toalha no meu corpo e sai do banheiro vendo minha mãe toda arrumada.
Eu : Hum ta bonita. - disse elogiando ela que corou e sorriu. - Vai a onde? - perguntei colocando minhas roupas intimas.
Mãe : Bom vai ter uma festa de recepção da imobiliária você quer ir ainda da tempo? ou vai pra o baile ?- ela perguntou me olhando.
Eu : eu não sei ... eu queria tanto ir mãe .. mas a despedida vai ser tão ruim 
Mãe : então ligue pra ele .. e venha comigo ! 
Eu : Não mãe eu vou ligar pra ele e para as meninas e marcar de nós nos encontrarmos e matar a saudade. - disse 
Mãe : Bom não demore tudo bem, qualquer coisa me liga meu celular vai esta ligado o tempo todo. - ela disse pegando sua bolsa e me dando um beijo. -  Ate mais querida. - disse saindo.
Eu : Ate mamãe, boa festa. - desejei a ela enquanto saia.
Liguei pra o Zac e ele ficou meio chateado .. tá .. ficou bem chateado mas eu prometi a ele que iria visitar ele qualquer dia desses . Como eu sentia falta dele , do abraço e ... do beijo .
Entre dentro do closet e peguei uma roupa

era mais ou menos umas oito horas da noite, aqui na Inglaterra tem um parque lindo que quando fica de noite as luzes se ascendem o deixando perfeito, pegando me celular eu sai, ia ligar pra elas no parque ia ser melhor.
Saindo do hotel eu me pus a caminhar, colocando meu fones eu apertei play na musica oath, eu amo essa musica ... simplesmente define o que eu to sentindo agora em poder rever minhas amigas de novo.


Já no parque ainda via pessoa passando por ele umas riam com seus amigos, outras de mãos dadas com seus namorados, tinha famílias também, outras simplesmente passavam por lá com pressa, me sentando no banco eu me desliguei do mundo entrando em orbita pensando nele, sorrindo pra mim, dizendo que ia me proteger, me beijando e eu não sei exatamente em quem eu estou pensando se é no Justin ou no Zac .. mas eu sabia que tudo isso era por causa do justin
Sem perceber eu já chorava ... droga Justin ... me odeio pensar em você desse jeito.
** : Tudo bem moça? -  perguntou uma mulher me cutucando.
Eu : Há to sim é só um cisco. - disse limpando meu rosto, olhando no relógio eu vi que já eram dez horas, cassete to fudida.
Me levantando eu sorri pra moça que estava do meu lado e sai indo pro lado oposto, já eram dez horas mais como nem vi as horas passarem puta merda se minha mãe já tiver chagado ela vai me dar um bronca e o pior nem vi as meninas mais ainda tinha amanhã que seria sábado.
Meio distraída eu esbarrei em uma pessoa e meu celular foi pro chão, xingando-o eu o peguei no chão quando olhei pra cima eu vi ele andando meio que grogue segurando na ponte pra não cair.
Eu : Justin. - sussurrei ele tava bêbado, quando eu vi que ele ia cair eu corri segurando seus braços pra não cair é vou te falar viu .. o menino pesado. - Justin o que aconteceu? - perguntei tentando mantê-lo em pé.
Jus : Lu ? - ele perguntou embolando a língua me olhando.- é você mesmo?
Eu : É sou, o que aconteceu com você? - perguntei preocupada sentando ele no banco e me sentando em seguida passando minhas mãos pelo seu rosto suado e pálido.
Jus : Nada me deixa ir embora. - ele disse tentando se levantar.
Eu : Não você não está em condições, o que você fez? - perguntei.
Jus : Nada que seja da sua conta Lucas ou devo dizer Luana ? - ele perguntou sarcástico me olhando serio, depois começou a rir, ele tava drogado.
Eu : Droga! Será que você poderia parar com isso de se drogar e beber tanto ? tem pessoas que se preocupa com você. - disse brava já me preocupando ele tinha a face pálida de mais, mesmo sendo meio pesado ele aparentava perda de peso.
Jus : Tsc, ate parece ninguém se preocupa comigo Lucas ou Luana sei lá, eu não tenho ninguém então se eu bebo eu fumo me drogo tanto faz é probrema meu, droga quem se importar?- ele disse atropelando suas palavras.
Eu : Eu me preocupo cassete! - disse brava, vendo as pessoas nos olhando estranho.
Jus : Foda-se. - ele disse se levantando meio tonto meio não totalmente, ele quase caiu se não fosse por mim. - Me solta agora. - ele disse bravo.
Eu : Não se solta a pessoa que se ama, então eu nunca vou te soltar seu idiota mesmo que você esteja errado.- disse passando seu braço no meu ombro. - Vou te dar um banho de água fria. - disse tentando caminhar com ele.
Jus : Eu não quero. - ele sussurrou fazendo bico, tenho que admitir ele fica lindo fazendo bico.
Eu : Você não esta em condições de querer alguma coisa aqui meu caro. - disse, levei um susto quando ele me abraçou pelo ombro enterrando seu rosto no meu pescoço.
Jus : Não me deixa cair. - ele pediu manhoso ele tava muito chapado pra ta falando isso.
Eu : Nunca. - disse sorrindo, ele podia estar num estado deplorável mais e daí ? eu ia cuidar dele agora, ia curar suas feridas de algum jeito.
Já no quarto eu joguei ele na cama ouvindo um protesto dele, foi um sufoco vir com ele de lá pra Ca no hotel, ele falava coisas desconexas, ria, chorava não muito mais derramava algumas lagrimas, sem falar que ele chamou o Raul no meio da rua, é o povo que nos olhava.
Eu : Ok agora é hora do banho. - disse a mim mesma.
Minha mãe ia dar um surto quando o visse aqui, mais isso não importava agora.
Eu : Justin senta na cama. - pedi a ele que obedece meio resistente.
Jus : por que não me deixa em paz ? . - ele disse de olhos fechados.
Eu : Já disse não se deixa a pessoa que ama. - disse subindo na cama me colocando de frente pra ele. - Vamos começar pela blusa. - disse a mim mesma.
E puxei sua blusa pra cima com cuidado e me concentrando pra não fazer merda e nem me distrair.
Jus : Vai me estuprar? - ele perguntou abrindo os olhos que eram castanhos claros agora ou redor dele estava vermelho.
Eu : Não. - me limitei a dizer, indo pro pés dele eu tirei seu supra preto a meia e deixei no canto. - Agora vem hora de entrar no chuveiro.
Disse puxando ele que quase cai com ele, mais arranjei força não sei de onde e o levei pro banheiro.
Jus : Eu não tomo banho de calça. - ele disse se soltando de mim meio tonto ele abriu o zíper da calça e a abaixou tirando ela por completo, ele tava de cueca Box preta. - Prontinho Lucas ou Luana . - ele disse sorrindo travesso vindo pra mim ele quase caiu mais eu o segurei de novo pra variar.
Eu : Cuidado.- alertei corando com a nossa proximidade,eu não devia estar assim mais o problema não era a nossa proximidade era o fato dele estar quase nu com seu corpo colado ao meu sem falar que ele tava num estado inocente.
Abrindo a água do chuveiro eu coloquei na água fria assim ia despertar ele, é o coloquei na água ouvindo reclamações como a água estar fria ou ele ia morrer congelado, eu não podia negar ter Justin Bieber só de Box bêbado e molhado era uma cena um tanto tentadora ele ficava lindo ate bêbado .. mas tinha o zac eu sei .. mas eu ainda sinto algo pelo justin .
Balançando minha cabeça ou ouvir ele dizer que tava com frio, eu achei melhor parar vai que ele pega um resfriado?
Eu : Espera aqui. - disse indo buscar a toalha, e ouvi meu celular tocar indo atender vi que era minha mãe. - Oi mamãe... não vai vir?... serio ok a tudo bem não se preocupe tchau ate também te amo. -  e desliguei ótimo minha mãe não ia vir hoje só amanhã de tarde o Deus obrigado por esta do meu lado.
Jus : Gostoso pra Chu, Chu chaaaaaa! - ouvi Justin gritar no banheiro o Deus.
Ele tava com o cabelo cheio de espuma espero que isso seja champoo.
Eu : Ok enxuga seu cabelo que eu to com a toalha. - disse a ele que fez o que pedi.
Ele lavou o cabelo e saiu ele parecia melhor tanto que nem tropeçava, e pegou a toalha passando ela no cabelo, ele só se preocupa com o cabelo, pegando ela de sua mão eu comecei a passarela pelo corpo dele sem malicia ok talvez um pouquinho, Justin não tirava os olhos de mim.
Jus : Você é minha mãe? Não, não é por que ela nunca ia fazer isso ... já sei oi babá? - ele disse sorrindo pra mim essa droga não ia passar o efeito não.
Eu : Eu não sou uma babá. -  disse brava secando as costas larga dele.
Jus : Há ta eu não sou o Chuck Norris, eu sou um pato ou um ninja roxo? Não sei o que eu sou? Já sei um cogumelo, não cogumelos são do mau. - ele disse abaixando a voz e me olhando. - O que eu sou? - ele perguntou serio.
Eu : Você é um bêbado. - disse brava ele parecia um criança então ia tratá-lo como uma, puxando seu braço eu o levei pro quarto e fiz ele se sentar de cueca molhada e tudo na cama.
Eu : Toma. - estendi pra ele uma calça de moletom minha que era do meu pai antes de morrer ... era preta larga eu sempre trazia ela comigo era a predileta do meu pai.
Jus : O que é isso? - ele perguntou me olhando e sorrindo.
Eu : Uma calça moletom sabe daquelas que se usa pra dormir, agora vai lá tira a sua você sabe e veste ela e volta. -disse apontando pro banheiro mais ele não me Deu ouvido se levantou e tirou sua cueca na minha frente me virando rápido de costas eu senti meu rosto quente.
Jus : Pronto. - ele disse, demorando uns minutos eu me virei e vi ele deitado na cama com a calça moletom.-Deita aqui.- ele pediu me olhando meigo.
Suspirando eu me deitei do seu lado, onde ficamos nos olhando por um bom tempo, Justin ficou de lado assim como eu e acariciou meu rosto.
Jus : Por que mentiu? - ele perguntou de repente.
Eu : Eu não queria te magoar, menti sem te conhecer sem te amar. - disse sincera.
Jus : Se me conhecesse iria mentir? - perguntou ainda me olhando.
Eu : Eu não costumo mentir pra pessoas que amo, não gosto de perdê-las por hipocrisia. - disse sentindo meus olhos encherem de lagrimas. - Se eu pudesse voltar eu não teria feito aquilo, mais eu não posso dizer que me arrependo, por que não me arrependo se não eu não teria te conhecido. - disse sincera sentindo ele limpar minhas lagrimas com a ponta dos seu dedos.
Jus : Eu te dei um murro, te xinguei, fiz você bater a boca e machucá-la te humilhei e fui um egoísta, principalmente um hipócrita maldito, me perdoa? - ele disse arrependido.
Eu : Você não tem culpa não sabia que era eu. - disse segurando sua mão e a enlaçando junto da minha. - Eu te perdoou.
Jus : Eu fiquei com medo no começo quando te conheci. -  ele disse corando.
Eu : Por que?
Jus : Por que você era meio estranha sabe andava rebolando, afinava sua voz de vez em quando, e tinha os olhos mais lindo que já vi eu meio que sentia atração por você vestido de homem, por isso eu te xingava, queria distancia de você a sua boca era tão linda que quando eu olhava pra ela eu sentia vontade de te beijar ainda vestida de homem, por isso que eu te dei um murro por que minha atenção só ia pro seus olhos ou pra sua boca, há Luana você foi minha perdição. - ele confessou fechando os olhos eu tava espantada com sua revelação nossa.
Eu : Eu nem sei o que dizer. -disse em choque, mais feliz.
Jus : Ai eu te conheci, quando você esbarrou em mim eu fiquei em transe olhando você foi tão forte Luana que fiquei aliviado por ter sentindo aquela atração por você por dois motivos, primeiro eu não era gay, segundo você era a criatura mais linda que já vi adorável no seu ponto, mais eu fiquei confuso por que perto de você eu sentia meu coração bater tão forte que ia sair do peito, perto do Lucas eu sentia a mesma coisa principalmente quando olhava nos seu olhos era como se eu visse você ali tão linda. - ele confessou meio constrangido.
Eu : Justin eu... eu fico tão feliz em ouvir isso é como se nossa. -  eu nem conseguia dizer direito.
Jus : Não precisa dizer nada. - ele disse fechando os olhos sonolento, sorrindo eu comecei a fazer carinho na sua cabeça. - Eu te amo Luana. - sussurrou dormindo.
Eu : Eu te amo Justin. - disse dando um selinho nele e encostando nossas testas eu dormir tendo sem duvidas uns dos meus melhores sonhos. Mas também sentia um aperto no coração .. eu tinha que falar com o Zac ..eu não podia falar sobre o justin e tudo que aconteceu aqui ..eu tinha que falar que .. Não dava mais 
..............continua..............




Aviso !!



Meninas eu vou viajar hoje (alemanha viiva !!)
então talvez eu não poste amanhã ou depois de amanhã por que a viagem vai ser muuuito cansativa (espero que vcs entendam) .. até lá eu vou procurar um computador ou um notbook pra escrever pq minha mãe não deixou eu levar o meu (e eu vou viajar sozinha :S )
Me desejem boa sorte <3
Vou sentir saudades de escrever esses dias
Beijos pra todas as que comentam bastante ( thalia , rebeca e outras )
P.S : nathalia eu faço pelo windows movie maker

Bieberkisses

3 comentários:

  1. Pode divulgar p mim ? http://imaginebelieber-justinbieber18.blogspot.com.br/ , obg <3 continua logo amore ta pfto ; @bbdodrew

    ResponderExcluir